segunda-feira, 27 de março de 2017

Prefeito Paulo Gomes nomeia 14 aprovados no Concurso Público


Primando pela isonomia, o prefeito Paulo Gomes (PSD), nomeou nesta segunda-feira (27), mais 14 aprovados no Concurso Público. Os convocados deverão procurar o Setor de Recursos Humanos da Prefeitura, no horário de 8h às 12h e das 14h às 18h.
Foram nomeados candidatos para os cargos de Coveiro (01), Monitor de Transporte Escolar (02), Assistente Administrativo (01), Técnico em Enfermagem (03), Técnico de Radiologia (01), Assistente Social (01), Enfermeiro (03), Professor (02).
Para investidura no cargo, os aprovados nomeados terão 30 (trinta) dias para comparecer no Setor de Recursos Humanos, localizado no prédio da Prefeitura, munidos dos documentos admissionais exigidos no edital. Após a posse, o servidor terá 15 (quinze) dias para iniciar aos trabalhos.
Informações sobre a documentação poderão ser obtidas no link: http://tocantinopolis.to.gov.br/administracao/concurso-2016
Confira a relação dos convocados:
1 – MAIKON RIBEIRO DOS SANTOS – Coveiro;
2 – ROMÁRIO SARAIVA DOS SANTOS – Monitor de Transporte Escolar;
3 – MARCILENE PEREIRA DE SOUSA AGUIAR – Monitor de Transporte Escolar;
4 – ROSANE PEREIRA DOS SANTOS GOMES – Assistente Administrativo;
5 – LUANA LIMA DA SILVA – Técnico de Enfermagem;
6 – DAYANE SILVA DE JESUS MIRANDA - Técnico de Enfermagem;
7 – MARIANO DE SOUSA VIEIRA - Técnico de Enfermagem – PcD*;
8 – JACILENE DIAS FURTADO – Técnico de Radiologia;
9 – WALBICLEIA CORREIA FURTADO – Assistente Social;
10 – IANARA PEREIRA DA SILVA – Enfermeiro;
11 – ALDENI MACHADO FEITOSA NETO – Enfermeiro;
12 – MARCILENE BRITO ARAÚJO – Enfermeiro – PcD*;
13 – ANDREVANIA LOPES BENICIO – Professor – PcD*;
14 – IVANEIDE DE SOUSA DAMASCENO – Professor.
* Pessoa com Deficiência.


Fonte/Foto: Dirceu Leno | Ascom Prefeitura

Prefeito Paulo Gomes e vice Eleny se reúne com moradores sem-teto



Com o objetivo de discutir a situação de moradia no município, o prefeito Paulo Gomes (PSD) e a vice-prefeita Eleny Araújo (PSDB), estiveram reunidos na última sexta-feira (24), com os moradores sem-teto do Setor Sol Nascente. Dezenas de pessoas que representam o movimento, estiveram presente na reunião.
“Estávamos ansiosos, pois desde quando o prefeito Paulinho tomou posse, que esperávamos sua visita. Tínhamos várias dúvidas, e o gestor vindo pessoalmente aqui explicar e dá satisfação para todos nós, ficamos mais esperançosos. Isso é o que queremos, o apoio o poder público”, disse um dos moradores.
As famílias que ocuparam o terreno pertencente ao Governo do Estado, permanecem no local há mais de um ano. Os sem-teto vivem em situação preocupante e desumana, e o Governo Municipal visando solucionar a situação, tem buscado incessantemente desburocratizar e legalizar o terreno.
O prefeito Paulo Gomes se comprometeu com os moradores, com afinco de solucionar a situação o mais rápido possível. “Um dos nossos compromissos assumidos em campanha é a questão da moradia. Desde que acabou as eleições tenho ido a Palmas na tentativa de acelerar e intervir na desburocratização da legalização deste setor. Eu acredito que logo logo iremos trazer notícias boas a todos os moradores, porque a luta está sendo grande para passarmos essa parte burocrática, para posteriormente começarmos o cadastro das famílias que necessariamente necessitam de uma moradia”, explicou o prefeito Paulo.
Tão logo os tramites legais sejam resolvidos, a Prefeitura irá começar os trabalhos de abertura de ruas, solicitação junto a Energisa e Odebrecht/Saneatins a colocação da rede de energia elétrica e abastecimento de água, respectivamente. O poder público municipal destaca que irá conhecer a situação de cada morador, pois o projeto social é para pessoas carentes e que realmente tenham necessidades.
“Não adianta ter espertalhões tentando se dar bem, porque todo o processo de legalização, cadastro e distribuição dos lotes serão acompanhados pela Prefeitura, Secretaria de Assistência Social, Ministério Público, Defensoria Pública e pelo Juizado de Tocantinópolis. Será feito o procedimento conforme especificam as leis legais, onde todos os órgãos públicos fiscalizadores estão atuando juntos para que não haja nenhum problema, cancelamento ou anulação da doação do terreno”, reiterou o prefeito.
A Prefeitura tem apoiado os moradores do local, disponibilizando água, coleta de lixo e atendimento de saúde. “Nossa forma de administrar será em favor das pessoas mais carentes. Podem ter certeza que eu e a Eleny estamos lutando muito para acelerar a questão da legalização deste setor e se Deus quiser, muito em breve estaremos trazendo resultados positivos para os moradores”, ressaltou Paulo.
Fonte/Fotos: Dirceu Leno / Ascom Prefeitura de Tocantinópolis

Prefeitura comemora Dia Internacional da Mulher nesta terça 28, no Povoado Passarinho


Seguindo as comemorações alusivas ao mês da Mulher, a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Saúde e Equipes de Saúde da Família dos Povoados Olho D’água e Passarinho, convida todas as mulheres para participarem das comemorações alusivas ao Dia Internacional da Mulher.
O evento acontece nesta terça-feira, dia 28 de março, a partir das 7h30, no Posto de Saúde do Povoado Passarinho. Na ocasião, haverá um delicioso café da manhã, sorteio de brindes, sorteio de senhas para atendimento com cabeleireiras, esteticista (massagem corporal e limpeza de pele), e designer de sobrancelhas e buço.
Seguindo a programação, as homenageadas receberão informativos por meio de palestras com profissionais da saúde, bem como realização de coleta de exames de prevenção, atendimento médico e de enfermagem, e para finalizar, um grande aulão de zumba.
Assessoria de Comunicação Social

terça-feira, 14 de março de 2017

Em Tocantinópolis: Confira Onde Vacinar Cães e Gatos Contra a Raiva, dia 18, Sábado

                                                                                            

Neste sábado (18), acontece em Tocantinópolis o dia “D” da vacinação antirrábica. A ação será promovida pela Prefeitura de Tocantinópolis, por meio da Secretaria Municipal de Saúde e Coordenação de Vigilância Epidemiológica. As vacinas serão aplicadas gratuitamente, das 8h às 17h, em cães e gatos a partir dos dois meses.

Dirceu LenoNeste dia, a campanha contará com dez postos de vacinação e carro volante, que contarão com apoio e suporte logístico da equipe de agentes comunitários de saúde e endemias durante toda a ação. A meta é vacinar mais de mil animais.
A Coordenação de Vigilância Epidemiológica pede o apoio da população para que não deixe de vacinar seus animais, a fim de que a campanha possa atingir o máximo possível de animais vacinados contra o vírus.
“Embora a raiva esteja controlada nessas espécies, isso não nos isenta da vacinação anual que, além de obrigatória por lei, é o fator de maior relevância para garantir a manutenção de controle da raiva nas populações de cães e gatos e por consequência para a população humana”, ressaltou a coordenadora Vandecy Ribeiro.
Recomendações
Os donos devem adotar algumas medidas durante a vacinação. Os cães devem estar com guias e coleiras (se necessário). Em caso de cão bravo deve-se adotar a focinheira. Já os gatos precisam ser conduzidos em caixas específicos, para evitar fugas.
Confira os locais de vacinação
- Posto de Saúde Ana Vina (Vila Matilde);
- Rodoviária;
- Escola Paroquial Cristo Rei;
- Ambulatório do Hospital Municipal;
- Colégio Dom Orione;
- Policlínica (Alto da Boa Vista I);
- Praça do Alto da Boa Vista II;
- Praça Maria Joaquina (Vila Valdenor);
- Praça das Mangueiras (Alto Bonito);
- Feira Osvaldo Mariano (Vila Pe. Césare Lelli);
- Carro volante na Vila dos Pescadores, Vilanópolis e Rodagem.

Fonte: Dirceu Leno/ Ascom Prefeitura Tocantinópolis

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Tocantinópolis: Prefeito Paulo Gomes esteve em Brasília em busca de recursos. Confira


Com o intuito de angariar recursos para realizar investimentos que melhorem a qualidade de vida da população e a infraestrutura da cidade de Tocantinópolis, o prefeito Paulo Gomes (PSD), esteve reunido em Brasília, visando a liberação de emendas parlamentares da bancada tocantinense.
Na passagem pela Capital Federal, Paulo Gomes propôs durante a última semana de indicação de emendas federais, várias solicitações para a melhoria da cidade, objetivando verbas para incrementar ainda mais as atividades econômicas do município.
Dentre os compromissos apresentados para Tocantinópolis, destacam-se: recursos para as áreas da saúde, educação, pavimentação de ruas, e perspectivas para construção de casas populares.
Segundo o Prefeito Paulo, a ida a Brasília foi de inteira importância para garantir apoio dos parlamentares referente a destinação de recursos, que ajudarão a desenvolver vários projetos afim de transformar Tocantinópolis numa cidade cada vez melhor para se viver.
“É de fundamental importância a presença do gestor municipal em eventos desse tipo, pois são nesses encontros que se pode conseguir melhorias para a cidade em várias áreas, como por exemplo, infraestrutura, saúde e educação”, comentou.
Ainda de acordo o gestor municipal, as reuniões foram bastante positivas, pois se tratavam de prazos para angariação de recursos públicos. “O balanço do encontro foi positivo por acreditar que tivemos êxito nas demandas apresentadas pela atual administração. Que os projetos apresentados possam vir a ser transformados em benefícios que visem a melhoria da qualidade de vida da população da nossa querida cidade”, destacou o prefeito Paulo.
Fonte: Dirceu Leno / Ascom Prefeitura

sábado, 18 de fevereiro de 2017

Em Tocantinópolis: Curso de Pedagogia da UFT discute Educação e Envelhecimento. Confira



As pessoas ainda não se conscientizaram da importância da educação para mudar o paradigma de velhice. Com o objetivo de inserir novos conceitos acerca do Envelhecimento Humano, a Universidade Federal do Tocantins, Campus de Tocantinópolis, por meio da Disciplina Educação e Envelhecimento, do Curso de Pedagogia, ministrada pela profª Drª. Fabíola Andrade Pereira, tem estabelecido novas perspectivas com relação à temática.
Como sabemos, a expectativa de vida no Brasil tem aumentado significativamente nos últimos anos. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a expectativa de vida do brasileiro passou de 75,2 em 2014, para 75,5 anos em 2015. Entre 1940 e 2015, o índice teve aumento de 30 anos, passando de 45,5 para 75,5 anos.
Isso demostra que a população brasileira está vivendo mais e consequentemente, o índice de pessoas idosas tende a ser maior. Visando despertar um olhar mais atendo para a envelhecimento humano, tendo como princípio a educação, Fabíola Pereira ao longo de sua carreira docente na UFT, tem proporcionado inúmeras discussões atreladas ao tema, proporcionado maior conhecimento aos acadêmicos, bem como aos próprios idosos, os quais tem participando ativamente das discussões.
Objetivando a inserção de novas ideias, durante o encerramento do semestre letivo, idosos da comunidade e acadêmicos da UFT, tiveram a oportunidade de trocar experiências, relatando de forma dinâmica, conceitos adquiridos com relação à disciplina no decorrer das atividades desenvolvidas no Campus.
Para os idosos participantes do encontro, o momento foi único, pois estabeleceu uma maior aproximação com os jovens, bem como a interatividade com os demais participantes. “Estou muito feliz de estar aqui. Me sinto muito bem em poder estar novamente participando desses encontros. Quando estou aqui, esqueço dos meus problemas, pois diante da alegria de estarmos reunidos, os problemas são esquecidos”, destacou Dona Áurea, de 69 anos.
“É um momento de interagir entre jovens e idosos, onde descobrimos que as nossas diferenças são apenas na idade. Tivemos muitas evoluções com os jovens e vice-versa, e partir de então, percebemos que podemos viver melhor e sermos vistos como pessoas da sociedade. Somos idosos mais somos felizes. Estamos vivos e podemos desenvolver juntos esse país”, pontou Maria Aparecida, de 63 anos.
“A disciplina surgiu em razão da necessidade que senti em inserir no curso de Pedagogia discussões relacionadas ao envelhecimento humano. Questões estas que tiveram um pontapé inicial com a implantação da Universidade da Maturidade (UMA). O contato com os idosos e com a literatura acerca do tema nos permitiu trabalhá-lo de forma interdisciplinar, buscando primar pela indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão, o tripé que sustenta a universidade”, ressaltou Fabíola.
Fabíola conta que a disciplina já fora ofertada outras vezes, e que na oportunidade, foram trabalhadas em parceria com os professores Filipe Grangeiro e Denise Brigel, ambos do Curso de Educação Física. Parceria que permitiu o enriquecimento de forma significativa para as discussões entre diversos conceitos acadêmicos.
“Temos como fruto desse projeto vários trabalhos acadêmicos apresentados em eventos científicos, como por exemplo, artigos, trabalhos de conclusão de curso e projetos de mestrado e doutorado. Isso me faz acreditar que esse trabalho tem sido válido. O próximo passo é tentar inserir a disciplina no curso como obrigatória, para assim, permitir a um número maior de estudantes, o contato com a discussão sobre o processo de envelhecimento humano”, finalizou.

Fonte: Dirceu Leno / Ascom Prefeitura

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Tocantinópolis: Gestão que fecha biblioteca, despreza importância do conhecimento

A Biblioteca Municipal de Tocantinópolis funcionava há muitos anos no espaço do antigo Mercado Municipal, mas no início deste ano, a atual gestão resolveu dar o golpe de misericórdia na já maltratada biblioteca. Estão prejudicando um patrimônio cultural que deveria ser tratado com a devida importância e não com o descaso que vem acontecendo desde o início do mandato do ex-prefeito Fabion, em 2008. Com certeza existem alternativas ao fechamento deste espaço.

A ASCOM da prefeitura municipal informou: “Que a biblioteca se encontra, neste momento, fechada, devido à mudança da Secretaria Municipal de Assistência Social, para o prédio onde funcionava o ambiente de pesquisa e estudo”. A prefeitura também informou: "que na primeira semana de nossa gestão procuramos a Universidade Federal do Tocantins (UFT), em busca de uma negociação/parceira informal com a diretora do Campus, Srª. Francisca Rodrigues Lopes. Na oportunidade, indagamos sobre a possibilidade de receber o acervo da Biblioteca Municipal, com a condição de cedermos servidores municipais para ajudar na manutenção da mesma”.
Como se já não fosse uma péssima ideia fechar a biblioteca, queriam ainda, colocar o acervo municipal onde já funciona uma biblioteca. A biblioteca do município tem outras características, demandas, atuação e papel distinto na seara da cultura da cidade. A biblioteca do município merece um espaço próprio e adequado que preserve sua identidade, que além de fornecer acervo variado, esteja principalmente especializada na literatura que envolve a cidade e a região, além de se possível agregar outros materiais historiográficos que também possam contar a história deste lugar.

Mesmo que seja um fechamento provisório, é importante perceber que não é adequado o tratamento dado ao espaço da biblioteca que está vinculado a cultura e a educação,  áreas que quase sempre são preteridas. Também é necessário ressaltar que objetivo do fechamento não foi a melhoria da biblioteca, mas atender demandas de outras secretarias. Claro que a secretaria que ocupou o espaço é de extrema importância, e precisa ser atendida. Mas descartar, mesmo que provisoriamente a biblioteca, sem perspectivas de quando e onde acomodará o acervo, e sem ao menos dar esclarecimentos a população é muito negativo.

É importante lembrar que em 2008, havia um prédio pronto para abrigar o acervo da biblioteca, feito exatamente com esse propósito e de forma apropriada para servir como espaço de leitura, estudo, pesquisa e conservação do acervo. O prédio, que à época seria a biblioteca, fica ao lado do banco do Brasil, onde já funcionou a agência do banco Itaú. No entanto, um dos primeiros atos da gestão anterior foi levar o prédio a leilão, acabando com a ideia de se ter uma biblioteca de qualidade no município.

Nesta época, o acervo foi então colocado numa sala pequena no mercado municipal, sem nenhuma condição de oferecer ao público um ambiente parecido com uma biblioteca de verdade, além de ser inadequado para a conservação dos livros.

Como se não fosse ruim ter uma biblioteca em condições ruins, as coisas ainda podem piorar, como agora está acontecendo. A Prefeitura do município resolve fechar a biblioteca e manter o acervo guardado, sabe-se lá como. 

Não esqueçamos também, do antigo mercado municipal, que poderia estar servindo ao seu verdadeiro propósito inicial, de quando foi concluída sua reforma, que era o de se transformar num centro cultural. Hoje serve de quebra-galho para acomodar secretarias e outras demandas. É incrível a falta de planejamento e organização dos governos que entram e saem. Em oito anos, a antiga gestão, com o montante de recursos que entrou no município não foi capaz de resolver o problema de um espaço específico para o funcionamento de determinadas secretarias e outros órgãos do município, que passaram todos esses anos desperdiçando dinheiro público com alugueis.

Esta semana, entramos em contato com o vereador Lamarck para que ele fizesse um requerimento para que fossem tomadas providências sobre a situação da biblioteca. O vereador apresentou o pedido na câmara. Segundo Lamarck, o vereador Wilson Lima, Líder da situação na câmara, informou “que deve ser reformado o prédio da antiga colônia de pescadores para servir como biblioteca, e que tudo seria feito num prazo máximo de 60 dias”. 

Talvez o prédio da antiga colonia de pescadores seja muito pequeno, a não ser que façam uma ampliação. De qualquer forma, é um sinal de que a biblioteca não morrerá. Mas é bom lembrar, que apenas arranjar um lugar para colocar os livros e não realizar um trabalho serio de preservação, informatização, catalogação e ampliação do acervo, fomento a leitura, parcerias com escolas para uso do espaço e a assessoria de um bibliotecário, sem isso, tal espaço não passará de um depósito de livros.

Há algum tempo, venho batendo na tecla, de que a cultura em nossa cidade é absolutamente desprestigiada e tratada com desprezo. Ano passado escrevi um texto falando sobre isto, inclusive fiz sugestões para contribuir a questão. Sugestões essas que ainda estão valendo.

Além de várias outras sugestões que podemos oferecer, fica esta, que já havia feito: Que a prefeitura transforme o antigo mercado no Centro Cultural que deve ser, pois para esta finalidade foi reformado, e a cidade merece um lugar desta natureza, diante de sua importância cultural, histórica e regional. E que também construa de fato, ou adapte um prédio apropriado para o estabelecimento da Biblioteca Municipal de nossa cidade. A cultura, o povo de Tocantinópolis e os turistas certamente serão prestigiados e o município ganhará muito com isso.

Fonte:Giano Guimarães