quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Em Tocantinópolis: Ex-prefeito Antenor Queiroz sofre grave acidente na BR-153, após perder o controle do veículo



O ex-prefeito de Tocantinópolis, Antenor Pinheiro Queiroz sofreu um grave acidente automobilístico na tarde de terça-feira (23), na BR-153, próximo à cidade de Araguaína. Segundo informações, o ex-gestor seguia sozinho, quando perdeu o controle do veículo.

O acidente aconteceu aproximadamente a 22 km de Araguaína, sentido Nova Olinda. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), chovia no momento do acidente. Uma das hipóteses é ter acontecido uma aquaplanagem (ação onde os pneus perderam o contato com a pista). Razão pela qual o condutor veio a perder a direção da caminhonete, saindo da rodovia e capotando por várias vezes.


Com o capotamento, a Hilux teria ficado completamente avariada. Antenor ficou preso nas ferragens, mas foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e encaminhado em estado grave para o Hospital Regional de Araguaína (HRA).

Ao chegar a unidade hospitalar, foi constatado algumas fraturas pelo corpo, apesar da gravidade, Antenor não corre risco de morte e seu estado de saúde é estável. Queiroz é agente federal aposentado e geriu o município de Tocantinópolis de 2005 a 2008.

Fonte: Dirceu Leno com informações e fotos do Portal O Norte

terça-feira, 23 de agosto de 2016

Monitoramento e avaliação dos Planos Municipais de Educação são discutidos entre municípios da Diretoria Regional de Educação de Tocantinópolis


A equipe da Secretaria Municipal de Educação de Tocantinópolis participou na manhã desta terça-feira (23), no Câmpus da Universidade Federal do Tocantins, de uma formação sobre o monitoramento e avaliação do Plano Municipal de Educação. O encontro foi promovido pela Diretoria Regional de Educação (DRE), e teve a participação de onze dirigentes municipais e técnicos das Secretarias Municipais jurisdicionadas à DRE de Tocantinópolis.

O encontro teve como objetivo a ampla discussão sobre as metas e propostas contidas e aprovadas nos planos municipais de educação de cada município, onde após os debates grupais, as normativas serão cobradas conforme a demanda de cada municipalidade, tendo como princípio, a sua devida efetivação conforme apregoa o documento, o qual tem vigência por 10 anos.

A presidente do Sindicato dos Profissionais em Educação no Ensino Municipal de Tocantinópolis (SIMPEM), Gisele Costa, destaca que o evento é de debate e fortalecimento de ideias. “O encontro é propício para debatermos juntos as propostas de cada plano municipal, e se necessário, estarmos cobrando posteriormente ao poder público a efetivação dessas conquistas”, destacou.

A formação fora conduzida pela avaliadora educacional da Gerência de Apoio aos Municípios da Secretaria de Estado da Educação (SEDUC), Cleidiana Santana Parente, e com o apoio da assessora Regional dos Municípios, Eliane Marinho.

O encontro além de ter a parceria da SEDUC e União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (UNDIME), contou a participação dos representantes dos municípios de Aguiarnópolis, Angico, Darcinópolis, Luzinópolis, Palmeiras, Santa Terezinha e Tocantinópolis. Na oportunidad
e, o diretor Regional de Educação, Dorismar Carvalho, também esteve presente acompanhando de perto as discussões.


Fonte: Dirceu Leno / Ascom Prefeitura

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Família de Flayman Lopes Procura Por Informações que Levem a seu Paradeiro



Flayman Lopes da Silva de 25 anos saiu de casa no dia 08 de Fevereiro deste ano e a ultima notícia que os familiares tiveram dele foi de que o mesmo estaria na rodoviária de Belo Horizonte vivendo como pedinte.

Foto: Arquivo da FamiliaSem ter a quem mais recorrer a família de Flayman Lopes resolveu apelar para a internet e suas redes sociais para tentar encontrar o rapaz que está desaparecido a mais de sete meses.
Segundo informações dos familiares o rapaz saiu de casa em fevereiro deste ano e a ultima noticia dele foi dada por funcionários da assistência social localizada na rodoviária de Belo Horizonte (MG) onde segundo eles, Flayman insistia em dizer que tinha que ir pra cidade de Rio de Janeiro (RJ)
Os familiares explicam que o desaparecido está mal fisicamente e mentalmente e por isso a preocupação é maior ainda.
Foto: Arquivo da Familia"Pedimos ajuda se alguém tiver notícias dele, se viram em algum lugar entrar em contato, estamos aflitos pois não temos noticias desde maio. E como ele é bem conhecido acho que a divulgação na internet e nas redes sociais poderão ajudar a encontrarmos ele".Explicou uma irmã.
Pedimos a quem possa interessar repassar este texto com foto pelos grupos de whatsapp e também no facebook na tentativa de encontrá-lo. Quem tiver alguma informação poderá entrar em contato através dos números: (63) 9 9953-2513 ou (63) 9 8112-9003.

Fonte: Redação do Tocnoticias

Estado Aciona Justiça, e Grupo de Sem Teto de Tocantinópolis Tem 05 Dias Para Desocupar Área Invadida


Decisão foi proferida pelo Juiz de Direito Dr. Helder Carvalho Lisboa, nesta ultima Terça Feira (16), e dá prazo até o dia 23 de Agosto do corrente ano ás 20 horas para que a área de 297.020,15m² seja desocupada pacificamente.

imagem do site www.tocnoticias.com.brUma equipe de fiscais da Companhia Imobiliária do Estado do Tocantins visitou o local e detectou que os invasores estavam mantendo a área pública sob detenção, de maneira indevida, por meio de manutenção desautorizada e ilegítima do bem.
A equipe constatou ainda que os assentados vem utilizando parte do imóvel sem qualquer autorização dos órgãos ambientais do Estado, em total degradação do meio ambiente local.
Como as negociatas de lotes vinham sendo realizadas de maneira irregular, os fiscais constataram que o ato de esbulho do patrimônio estadual implica transgressão da ordem pública e viola o direito de propriedade acarretando danos ao desenvolvimento das políticas públicas estatais de cunho habitacional e imobiliário.
foto reprodução Google MapsA Terrapalmas informou á justiça que realizou notificações extrajudiciais para que os réus desocupassem a área, mas que até o momento nenhum deles teria deixado o local. Na ocasião, os notificados pelos fiscais foram: Manoel Pereira de Melo, José Batista dos Santos, Lídia de Sousa Costa, Héryka Ribeiro Reis, Marileide da Silva Lima, Lucinalva Dias da Silva, Edson Pereira Rodrigues, João Carneiro de Sousa, Benilson Barros da Canceição, Romário da Silva Pinto, Mayara Gomes Xavier, Ana Paula Fernandes de Sousa, Hilda Fernandes de Oliveira, Ueberte Silva Vasconcelos, Rosiane Sousa Sá, Clorisleide Gomes de Sousa, Katiana Fernandes da Silva, Valdemiro Gomes de Souza, Romário Pereira da Silva, Jatiane Conceição de Jesus, Paulo Chagas, Cleber Souza Rodrigues e Manda Maciel Nogueira.
Em um trecho das alegações do Juiz para acatar o pedido de reintegração, o magistrado descreveu: "No caso dos autos restou provado que o autor é possuidor também legítimo proprietário do imóvel objeto do litígio, havendo fortes evidências de que os réus invadiram o bem como se possuidores/proprietários fossem".
Ainda na justificativa Dr. Helder explicou o seguinte: "O esbulho praticado ficou comprovado através da presença dos autores na área, o que por certo dificulta e impede a implementação da política habitacional, especialmente pelo fato de que a invasão perpetrada ocorreu sem o consentimento do titular do direito do bem e ao arrepio de qualquer cadastro prévio".
foto reprodução Google MapsNo final da decisão o magistrado escreveu: "Por todo o exposto, com fulcro no artigo 561 do Código de Processo Civil, defiro a liminar e determino, por conseguinte, a expedição do competente mandado de reintegração de posse, com obrigação dos réus desocuparem o imóvel com a restrição de que não voltem aquele local e não mais pratiquem qualquer ato de esbulho ou turbação, sob pena de pagamento de multa diária individual de R$ 400,00 (quatrocentos reais), sem prejuízo de resposta criminal à transgressão da ordem judicial e impedimento de ser contemplado com eventual política pública que vier a ser implementada no local por parte do Estado do Tocantins com ou sem a participação da prefeitura de Tocantinópolis. Faculto aos réus a desocupação voluntária do imóvel até às 20h00min do dia 23 de Agosto de 2016, sob pena da utilização de força policial. Notifique-se a 5ª Companhia da Polícia Militar de Tocantinópolis para engrendar esforços no sentido de disponibilizar efetivo suficiente para acompanhar os Oficiais de Justiça na intimação e citação dos réus, e se for necessário na retomada compulsória da área após a expiração do prazo judicial acima conferido".
Por mais cruel que muitos possam achar a decisão, o terreno citado que não é pequeno virou alvo de negociatas políticas através de uma mulher que se diz líder dos sem teto, porém, nem no local reside, por isso seu nome se quer foi citado na decisão. Iludidos pela própria ganância a maioria pagou para uma suposta divisão dos lotes, e também para que fosse aberto ruas por todo o loteamento, sem ao menos terem visto um documento se quer que comprovasse o direito ao terreno.
Agora, após muitos ter sido pressionados pela tal líder a construir casas para ganhar o lote e morar no local mesmo sem ter energia elétrica e água encanada, a decisão vai lhes causar um enorme prejuízo, porém, uma esperança ainda reluz no fim do túnel, já que o Governo do Estado ao pedir a desocupação informou á justiça que pretende destina a área um projeto de microparcelamento urbano que se encontra em fase de conclusão, no qual contemplará 709 (setecentos e nove), unidades de lotes unifamiliares para atender somente famílias consideradas de baixa renda (moradia popular).

Fonte: Redação do Tocnoticias

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Cumprindo Mandado de Prisão, Polícia Civil Prende Homem Considerado o Terror do Bairro Alto Bonito de Tocantinópolis


A vida de crimes de Allem Pereira Rodrigues vai ter parada provisória, após policiais civis o prender na tarde desta ultima terça feira (16).

Foto Divulgação PC de TocantinópolisA prisão aconteceu por volta das 11 horas da manhã quando o próprio delegado Dr. Tiago Daniel de Moraes, acompanhado de seus agentes cumpriu o mandado de prisão preventiva contra Allem Pereira Rodrigues, que estava foragido da justiça, quando o mesmo foi preso pela polícia militar no dia 22/07/2016 após ter subtraído um celular em um restaurante próximo ao Posto Petronorte em Tocantinópolis.
Na ocasião da prisão, durante a confecção do auto de prisão em flagrante, ALLEN, que aguardava algemado para ser interrogado, pediu água para um policial e quando este foi buscar, o acusado conseguiu soltar um dos lados da algema e saiu correndo da Delegacia Regional conseguiu se embrenhar  em um matagal, não sendo mais localizado desde então.
Diante da fuga e do longo histórico de crimes do investigado, que é tido como sendo o "terror do Bairro  Alto Bonito", foi decretada, no dia 24 de julho deste ano pelo Poder Judiciário, a prisão preventiva de Allem.
Desde então, a polícia civil vinha tentando localizá-lo, o que acabou acontecendo nesta terça feira (16), quando este foi surpreendido nas proximidades da Vila Padre Cesar Lelli, quando se deslocava para a casa de sua mãe. Com Allem foi encontrada em perfeito estado de conservação, a algema que o fujão levou consigo no dia da fuga da Delegacia.

Fonte: Roberlan Cokim com Informações da Polícia Civil

quinta-feira, 11 de agosto de 2016

UPA de Tocantinópolis já está em funcionamento. Casos de urgência e emergência passam a ser atendidos na unidade


A Rede Municipal de Saúde de Tocantinópolis ganhou mais um reforço. Após meses de espera, foi finalmente inaugurada a primeira Unidade de Pronto Atendimento de Tocantinópolis, e a única do Bico do Papagaio, UPA Dr. Murilo Bahia Brandão Vilela, a qual está em funcionamento 24 horas por dia. A unidade fica localizada na Rua Floriano Santos, ao lado do Ginásio de Esportes, no Centro da cidade.
A Secretaria Municipal de Saúde informa que antes os atendimentos de urgência e emergência eram realizados no Hospital Municipal José Sabóia, agora com a inauguração da Unidade, os pacientes deverão procurar o novo centro médico. “Essa é a primeira unidade com este perfil na região do Bico do Papagaio e depois de ser habilitada pelo Ministério da Saúde, irá atender demandas e outras especialidades médicas”, destacou Fabion. O prefeito lembrou ainda que a população de toda a cidade, de qualquer bairro, pode ser atendida no local.
A população começou a ser atendida desde o dia 1º de agosto. O Ministério da Saúde (MS), com contra partida da Prefeitura de Tocantinópolis concretizaram a construção da obra, orçada em mais de R$ 2 milhões. Para o efetivo funcionamento, o Município está arcando com todas as despesas, pois até a habilitação feita pelo MS, a Prefeitura terá que arquear com os recursos. Após a habitação, o Governo Federal terá que destinar o valor de 50% da verba de custeio. Outra metade do custo fica com o Estado (25%) e a Prefeitura (25%).
Segundo o prefeito de Tocantinópolis, Fabion Gomes (PR), o Governo Municipal garantirá, pelos próximos meses, o repasse necessário para a efetivação dos atendimentos. 
“Para ser habilitada como UPA pelo MS, a unidade precisa estar funcionando e o prazo para a regularização pode demorar até seis meses. Por esta razão, a Prefeitura de Tocantinópolis irá bancar com as despesas, mesmo o Governos Estadual e Federal não destinando os repasses necessários. Com o funcionamento desta unidade, irá desafogar o tão sobrecarregado Hospital Municipal”, afirmou.
A Secretaria Municipal de Saúde comunica ainda que além dos atendimentos de urgência e emergência, as solicitações de ambulâncias passam a ser feitas na UPA. Para maiores informações e solicitações, a população pode entrar em contato pelo telefone da unidade, (63) 3471-1053.

Fonte/Fotos: Dirceu Leno / Ascom Prefeitura

Em Brasília Deoclides Macedo emite nota ao povo do Maranhão após confirmar que assumirá na Câmara Federal

DF-BRASÍLIA / RECONHECIMENTO

AO POVO DO MARANHÃO
Quero registrar aqui a minha alegria e emoção ao ver reconhecido pelo Supremo Tribunal Federal o meu direito de exercer o mandato obtido nas urnas nas últimas eleições. 

O Supremo numa decisão histórica entendeu que quem analisa as contas do prefeito é a Câmara Municipal. Preservou ser assim a mais legítima manifestação da soberania popular, que consagra o princípio de que as contas do poder executivo são analisadas pelo poder legislativo.

Deoclides Macedo.