quarta-feira, 9 de maio de 2018

Em Tocantinópolis: Cartório Eleitoral Fecha Cadastro Eleitoral das Eleições 2018 Nesta Quarta

Quem pretende votar nas Eleições Gerais de 2018 tem até esta quarta-feira (9/5) para se regularizar junto à Justiça Eleitoral. Essa é a data final de fechamento do cadastro eleitoral para o pleito deste ano.

Além de poder votar, o título de eleitor serve para solicitar a emissão de passaporte ou CPF, bem como inscrever-se em concurso público, renovar a matrícula em estabelecimentos oficiais de ensino e obter empréstimos em bancos públicos, entre outros benefícios.
Para que nenhum eleitor fique sem votar nas eleições de 2018, o Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE-TO), nesta reta final para o fechamento do cadastro de eleitores, está realizando plantões de atendimento em todas as zonas eleitorais do Estado. Em Tocantinópolis o Cartório Eleitoral fica localizado na Rua Horácio Negreiros, nº 1.500, setor Aeroporto, e funcionará das 11 às 18h.

Fonte: Dirceu Leno/ Ascom Prefeitura Tocantinópolis

quinta-feira, 29 de março de 2018

Em Tocantinópolis: Morre Comerciante Conhecido por Zé da Macaúba

Faleceu na manhã desta Quinta-feira (29), o comerciante José Barros Lemos de 73 anos, bastante conhecido em Tocantinópolis pela alcunha de "Zé da Macaúba".

Imagem do Site www.tocnoticias.com.brBarros era considerado um daqueles comerciantes natos. Natural do município de União dos Palmares em Alagoas, Macaúba veio morar em Tocantinópolis no ano de 1972 onde viu na cidade que margeia o Rio Tocantins, um ótimo lugar para comercializar peixes que na época eram abundantes em toda região. Apenas um ano depois de sua chegada, José Barros conheceu a tocantinopolina Zurania Dias Carvalho Lemos com quem se casou no dia 30 de Julho de 1973.

No mesmo ano, sempre ao lado de sua companheira, passou a comercializar peixes, frutas, verduras e legumes em uma barraquinha colocada estrategicamente em frente ao antigo mercado municipal de Tocantinópolis, onde ficou por 30 anos até ser despejado em 2007 pelo então prefeito Antenor Pinheiro Queiroz que resolveu reformar o antigo sobrado para, segundo ele, modernizar o histórico local.

Na ocasião fizemos uma entrevista com Macaúba que contou aos seus conterrâneos, já que ele se considerava um tocantinopolino também, o drama que ele e sua família estava passando por terem sido forçados a sair do ponto comercial que eles usavam para sobreviver.

Imagem do Google Maps"O prefeito parou o carro dele em frente a minha barraca e me chamou: 'Macaúba venha cá', aí eu fui atender ele: 'Sim senhor seu prefeito'. Aí ele disse: 'Você já sabe que não é pra ficar aqui?' eu perguntei: 'É enquanto faz o piso?' Ele disse: 'Não, não é pra ficar aqui, aqui é um ponto cultural'. Eu falei: 'Seu prefeito e se eu botar na calçada ali?' Ele disse: 'Eu mando recolher'. E se eu botar em frente da Colônia? 'Eu mando recolher!' E eu disse: 'E eu vou morrer de fome mesmo? Porque eu vivo é disso aqui, trabalho, vivo a muitos anos disso aqui dando de comer pra minha família e pagando os impostos porque eu fui na prefeitura e você me cobrou, mandou me cobrar 30 conto no alvará de licença e eu tenho ele lá em casa por prova, então eu vivo disso, o senhor não quer que eu trabalhe, o que é que eu vou fazer? Vou ser malandro? Não, eu vou trabalhar aqui mesmo vou botar em cima da calçada'. Então eu estou com medo de qualquer hora ele mandar me recolher, qualquer hora. Eu estou esperando que encimentem alí pra mim poder voltar pro meu lugar de novo. Mais eu tô com muito medo desse prefeito que a gente não esperava que ele fizesse uma coisa dessas comigo, eu nunca esperei. Porque lá em casa ele levou foi oito votos, foi com a cara de santo e aí foi pedindo voto pra todo mundo, porque pra mim mesmo ele não pediu não mais o povo dele foram lá e eu votei pra ele, caí na besteira de votar pra ele". Relatou na época José Barros que não saiu do entorno do mercado, abrindo uma pequena barraquinha na ladeira abaixo do prédio que até hoje continuava vendendo principalmente macaúbas que lhe renderam o famoso apelido. (Assistam o depoimento na íntegra no vídeo abaixo)


Zé faleceu na manhã desta Quinta-feira (29), enquanto estava trabalhando "Como sempre". Familiares contam que ele teria ido até o povoado Ribeirãozinho na zona rural de Tocantinópolis para comprar raízes de macaxeira para vender em seu comércio e ele mesmo resolveu arrancá-las quando passou mal e caiu. Os moradores da chácara onde ele estava acionaram a ambulância mais quando chegaram o comerciante já tinha falecido.

Seu corpo está sendo velado na residência da família localizada na Rua Couto Magalhães "Famosa Rua do Café" nº 347, próximo ao antigo Porto da Balsa. O enterro está marcado para aconteceu as 17h30min desta sexta feira (30).

Zé deixou uma grande família criada graças ao seu intenso trabalho diário, já que o comerciante vendia seus produtos todos os dias em sua barraquinha e no Domingo sempre estava na feira vendendo peixes. Da união com Zurania nasceram 10 filhos, sendo 04 homens e 04 mulheres ainda vivos que são: Luciano, Alessandro, Leonardo, Cláudio, Luciana, Ana Márcia, Valéria e Lucinete. Zé da Macaúba era avô de 13 Netos e 02 Bisnetos.

Fonte: Redação do Tocnoticias

quarta-feira, 21 de março de 2018

Em Tocantinópolis: Prefeito Paulo Gomes vistoria obras em andamento. Confira


O prefeito Paulo Gomes (PSD) tem alternado a agenda de gabinete com vistorias diárias às obras que estão sendo realizadas em vários pontos da cidade. Atualmente, a Prefeitura de Tocantinópolis está com cinco frentes de serviços em andamento. E na manhã desta quarta-feira (21) foi mais um dia de conferir de perto as obras de infraestrutura.
O gestor municipal vistoriou os serviços da Rua Goiás, do Estádio Lauro Assunção, da construção de salas de aulas nas Escolas Municipais Walfredo Campos Maia e Alto da Boa Vista II, e da ponte na Aldeia São José. O objetivo de acompanhar de perto a execução dos trabalhos, de acordo com o prefeito, é verificar a qualidade do que está sendo feito no município.
“Esta é uma forma muito peculiar nossa de trabalhar, acompanhar de perto os serviços, com o objetivo de garantir um grande resultado e a solução de problemas da nossa cidade. Mesmo estando no período chuvoso, estamos em ritmo intenso de trabalho, com cinco frentes de serviços abertas em diversos pontos da cidade, avançando cada vez mais na melhoria da infraestrutura, da educação e da mobilidade urbana de nossa cidade”, afirma Paulo Gomes.
Rua Goiás
Após a conclusão de três ruas da Vila Santo Antônio, o calçamento da Rua Goiás, a qual é uma das principais vias de acesso ao centro da cidade para quem mora no Bairro Alto Bonito, tem recebido toneladas de material para execução de pavimentação em concreto.
O projeto vai interligar um dos maiores bairros ao Centro da Cidade, concretizando um sonho antigo dos moradores que sofriam com a poeira no verão e os atoleiros e erosões nos períodos chuvosos, devido não existir um sistema de drenagem para escoação das águas.
“O que era sonho começa a se tornar realidade, essa obra garantirá uma melhor qualidade de vida aos que residem no Bairro Alto Bonito, Vila Santo Antônio e adjacências, pois interligará todos ao centro da cidade. Esse projeto marca o compromisso que assumimos com o povo que reside nessa localidade”, declarou o prefeito.
Estádio Lauro Assunção
A reforma e ampliação do Estádio Lauro Assunção estão em ritmo acelerado. As adequações frutos de emenda parlamentar viabilizadas pelo Governo do Estado, via Secretaria Estadual da Educação, Juventude e Esportes, interpostas pelo deputado estadual José Bonifácio (PR), visam fundamentalmente o atendimento de algumas melhorias para que o estádio possa oferecer maior comodidade, bem como receber o público com melhores condições de usabilidade.
No espaço esportivo já foram executadas a substituição do telhado dos vestiários e acrescentamento de paredes. O projeto prevê ainda a substituição e adequação do sistema elétrico e hidráulico; pintura, restauração e reparo geral das salas e repartições interligadas a Secretaria Municipal de Juventude, Esportes e Lazer.
O esporte, o lazer, a cultura e a saúde são temas intimamente interligados. Nesse sentido, o estádio de futebol não traz benefícios apenas para a área esportiva, mas também para a qualidade de vida das pessoas, é o que afirma o prefeito Paulo Gomes. “Temos consciência da importância deste espaço para a comunidade e sei que, após a entrega, o município terá um espaço qualificado para os desportistas se reunirem e competir num ambiente adequado, onde a população possa prestigiar os times da cidade e da região”, comentou.
Construção de três salas de aulas
Para atender a grande demanda de alunos matriculados na rede municipal de ensino, a Prefeitura de Tocantinópolis está construindo mais três salas de aulas, sendo duas na Escola Municipal Waldredo Campos Mais, e uma na Escola Municipal Alto da Boa Vista II. As melhorias visam acomodar e oferecer um ambiente digno aos estudantes, o grande quantitativo no município tem acrescido nos últimos anos.
Visando um processo de Educação Inclusiva, a proposta, segundo informou o prefeito, é ampliar a oferta de vagas na rede municipal, além de oferecer cada vez mais espaços melhores e mais dignos para os alunos e também para o desenvolvimento dos trabalhos dos educadores.
“O nosso eixo central está na melhoria da qualidade de vida das pessoas, e a educação é um fator primordial para a efetivação e o fortalecimento de vínculos entre a família e a escola. E para atender bem e com qualidade, a Administração Municipal está imbuída a promover novas adequações para que o ensino público municipal seja referência e sobretudo, que os alunos desfrutem de um ambiente digno para o aprendizado educacional e social”, ressaltou o prefeito.
Construção da segunda Ponte na Aldeia São José
A antiga ponte vinha causando problemas de acesso aos indígenas da região, pois nos dias de chuva forte o ribeirão transbordava, e por ser construída de madeira, a ponte não aguentava a vazão das águas e caia, ou sofria danos, além de que tinha que ser reformada ou reconstruída, causando gastos ao município.
Assim como a primeira, a segunda ponte está sendo construída em concreto e o serviço é realizado pela Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura com recursos próprios do município. De acordo com o prefeito Paulo Gomes, a ponte vai resolver em definitivo o problema dos nativos apinajés.
“A cada chuva forte, tínhamos que reconstruir a ponte e isso tem um custo. A ponte de madeira, além de custar caro, não tem a mesma garantia que a de concreto, agora a situação será resolvida e nossos indígenas terão maior acessibilidade à sede do município”, ressaltou o prefeito Paulo Gomes.

Confira algumas fotos:






Fonte/Fotos: Dirceu Leno / Ascom Prefeitura

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Hoje em Tocantinópolis: MPE Realizará Audiência Pública Para Discutir Falta de Vagas em Creches

A falta de vagas em creches públicas de Tocantinópolis será tema de audiência pública a ser realizada pelo Ministério Público Estadual (MPE) nesta quarta-feira, 07, na cidade. 

Ministério Público EstadualO evento está previsto para ter início às 17h, no auditório da sede das Promotorias de Justiça da cidade.
 
Situações relativas à insuficiência de vagas na educação infantil local vêm sendo investigadas pela 2ª Promotoria de Justiça de Tocantinópolis. Com a audiência, a Promotora de Justiça Cynthia Assis de Paula espera ouvir pais, professores e gestores sobre a problemática em questão, bem como outras dificuldades da área.
 
O prefeito e a Secretária de Educação do município foram convidados a participar, bem como representantes dos pais, do Conselho Municipal de Educação e do Sindicato dos trabalhadores em educação. “Esperamos que o debate viabilize soluções para o problema”, destaca a Promotora de Justiça.


Fonte: Ministério Público Estadual

sábado, 3 de fevereiro de 2018

Em Tocantinópolis: Prefeitura inicia Instalação de Placas Solares em Escolas do Município. Entenda

O prefeito Paulo Gomes (PSD) iniciou 2018 trazendo grandes benefícios para a população de Tocantinópolis. Após a aquisição de uma ambulância UTI-Móvel com todos os equipamentos necessários para o atendimento de primeiros socorros de alta complexidade, a Prefeitura iniciou nesta semana, a instalação de painéis fotovoltaicos em escolas da rede municipal. De início, quatro unidades de ensino serão beneficiadas.

Foto: Dirceu LenoFoto: Dirceu LenoA geração de energia a partir de painéis solares começa a sair do mundo das experiências tecnológicas para entrar no dia a dia da população do município. As unidades que começarão a fazer uso da energia solar já nesse primeiro semestre deste ano, são as creches municipais Maria de Lourdes e Gercina Borges Teixeira, bem como as escolas municipais Walfredo Campos Maia e Alto da Boa Vista II. O projeto tem como objetivos economizar energia, desenvolver a consciência ambiental e promover a sustentabilidade.
De acordo com o prefeito Paulo Gomes, a atual administração vem trabalhando constantemente, estabelecendo uma gestão inovadora e promovendo qualidade de vida dos cidadãos. “Recentemente entregamos uma ambulância UTI-Móvel, que irá atender não só Tocantinópolis, mas pelo menos cerca de 10 cidades da região. Dando continuidade aos investimentos, estamos instalando placas fotovoltaicas para captação de energia solar, a qual é considerada uma das melhores soluções em se tratando de recursos renováveis e de sustentabilidade”, informou.
Foto: Dirceu LenoGomes destacou ainda que Tocantinópolis será a primeira cidade da região do Bico do Papagaio a dispor de prédios públicos com captação de energia solar. “Além da economia advinda da instalação das placas fotovoltaicas e posteriormente a geração da energia solar, a iniciativa também preconiza a preservação do meio ambiente. A energia solar é uma energia limpa e renovável que vai gerar uma grande economia para o município e para as futuras gerações. Ou seja, os equipamentos têm previsão de manutenção de cinco anos, e a aparelhagem tem em média de trinta a quarenta anos. Isso é pensar o futuro com responsabilidade objetivando a preservação ambiental”, disse.
Foto: Dirceu LenoO prefeito ressaltou que além da geração de economia, o projeto visa investimentos no meio ambiente. “Além de ser inovadora nossa administração estabelece um novo conceito de uso renovável no município. De início, o projeto integra duas creches e duas escolas, e futuramente vamos continuar o investimento nos demais prédios públicos de Tocantinópolis porque é uma forma de economizar e preservar o meio ambiente”, pontuou Paulo Gomes, destacando que os recursos para a aquisição dos equipamentos são oriundos do Ministério do Desenvolvimento da Educação (MDE).
Com mais este empreendimento, a Prefeitura de Tocantinópolis tem como meta reforçar e consolidar a cidade, a fim de torná-la eficiente e sustentável para todos seus munícipes. Desse modo, instalar equipamentos de captação de energia solar trazem uma significância diferente e importante, principalmente nas escolas, onde estão diretamente ligadas à educação, porque desperta nas crianças o valor recíproco pela preservação e conservação do meio ambiente.

Fonte: Dirceu Leno/Ascom Prefeitura de Tocantinópolis


segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

Prefeitura de Tocantinópolis Está com Inscrições Abertas Para o Curso de Informática Básica

A Prefeitura de Tocantinópolis, através da Secretaria Municipal de Educação e Cultura informa que está com inscrições abertas para o Curso de Informática Básica, no Centro de Inclusão Digital (no prédio da Secretaria Municipal de Assistência Social).


Imagem da InternetA duração do curso é de cinco meses e, ao final, os participantes recebem certificado de conclusão.
Os interessados terão até dia 2 de fevereiro, para fazer a inscrição diretamente no Centro de Inclusão Digital, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 14h às 17h. As aulas terão início dia 5 de fevereiro e serão totalmente gratuitas e distribuídas nos períodos matutino e vespertino, voltadas para pessoas acima de 14 anos.
Os interessados deverão comparecer ao referido local, munidos de cópias do RG ou Certidão de Nascimento; CPF; Comprovante de Endereço (conta de água e/ou energia); comprovante Escolar (Declaração ou Histórico) e uma foto 3×4.
O curso de Informática Básica, promovido pela Prefeitura e Secretaria Municipal de Educação e Cultura de Tocantinópolis, objetiva habilitar os jovens e adultos e a população em geral para o uso do computador e seus acessórios, promovendo conhecimentos básicos sobre o uso dos softwares de apresentações, edição de textos, planilhas, internet etc.
A capacitação será ministrada pelo professor instrutor Lucas Ferros, na Sede do Centro de Inclusão Digital, localizado à Rua Belchior Gaspar de Queiroz, Beira Rio.


Fonte: Dirceu Leno/Ascom Prefeitura de Tocantinópolis

domingo, 10 de dezembro de 2017

HOJE/UFT/TOCANTINÓPOLIS: Educação prisional será tema de evento no Câmpus de Tocantinópolis. Confira

Hoje e amanhã, 11 e 12 Dezembro, no Câmpus da UFT em Tocantinópolis, o I Encontro de Educação em Contexto de Privação de Liberdade. O evento objetiva encerrar a primeira edição do projeto de extensão "Biblioteca e remição de pena por leitura e estudo: construindo o espaço educativo na Cadeia Pública de Tocantinópolis (TO)", ação que promove a alfabetização e a prática da leitura e da escrita num espaço de privação de liberdade.
Não é necessário inscrição para participação. No acontecimento, haverá uma lista de presença para assinatura do público, que receberá certificado de participação. O evento se destina principalmente a professores e alunos de cursos de licenciatura para que possam dialogar sobre o espaço do encarceramento com novas perspectivas. Porém, o conteúdo também é aberto a todas as pessoas interessadas.
O projeto de extensão começou no final de junho de 2017. Em sua primeira edição, foi dado início à estruturação do espaço educativo na Cadeia Pública de Tocantinópolis, organizando uma pequena biblioteca e promovendo oficinas de leitura e escrita e aulas de alfabetização.
A professora do Câmpus de Tocantinópolis responsável pelo projeto de extensão, Aline Campos, conhece bem o contexto da temática. Durante quatro anos, trabalhou em uma Unidade Prisional do interior do estado de São Paulo, além de fazer sua dissertação de Mestrado com base na educação em contexto de privação de liberdade.
Aline conta que o projeto está em desenvolvimento ao longo do semestre, com ações na Cadeia Pública de Tocantinópolis e alunas de Pedagogia e Ciências Sociais se envolvendo com a temática em projetos e monografias para Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). "Começamos a estudar o assunto e percebemos duas necessidades: uma de compartilhar com a comunidade acadêmica e comunidade externa à UFT essas ações que acabam ficando muito fechadas, trazendo para fora o que acontece dentro; e outra em dar visibilidade para essa temática bastante marginal na área da educação. Sabemos que a educação é um direito humano, mas também sabemos que nos espaços de privação de liberdade esse direito humano é negligenciado na maior parte das vezes", conta a professora. Ela lembra ainda que grande parte dos cursos de formação de professores não trabalham com a temática, fazendo com que o impacto do evento seja ainda mais importante no sentido de instigar o pensamento sobre o assunto.
Convidados
Com o intuito de socializar com a comunidade externa e interna da UFT as ações do projeto, bem como promover o debate sobre a temática ainda pouco visível nos cursos de formação de professores, o evento contará com a participação de representantes das instituições parceiras e dos professores Timothy Ireland, da Universidade Federal da Paraíba (UFPB); e da escritora, cordelista e contadora de história, Irma Galhardo.
Aline explica que a presença de ambos os convidados é muito importante. "O professor Timothy tem como objeto maior de estudo a educação de jovens e adultos, mas também é referência importante na área da educação para pessoas em privação de liberdade. Já a participação da Irma é destacada pelo fato de que o grupo de alunos que faz parte do projeto na cadeia pública de alfabetização fizeram a leitura do livro da autora, chamado 'Epopeia Tocantinense', sendo o primeiro livro lido na vida pelo grupo de alunos", conta.
Além disso, a escritora tocantinense também conversará com comunidade externa e interna da UFT sobre seu projeto Tocantins Poético e Lendário. "Haverá um momento que a Irma fará participação privada com alunos na cadeia pública, para que possam conhecer a autora do primeiro livro que leram e trocar ideias sobre impressões que tiveram", pontua a professora Aline.
Instituições organizadoras
As cinco instituições parceiras do projeto são responsáveis por cada atividade oferecida para promoção do projeto. São elas: UFT, que fornece o recurso humano necessário para a promoção das oficinas e organização do acervo de livros; Promotoria de Justiça, encarregada de estabelecer a articulação entre as instituições parceiras e captar recursos para o projeto; Secretaria de Cidadania e Justiça, que cede o espaço físico e é responsável pela segurança para realização das atividades; Secretaria de Educação, Juventude e Esportes, que executa o Programa Brasil Alfabetizado e fornece carteiras, lousa e material de consumo; e Prefeitura Municipal de Tocantinópolis, doadora de dez computadores.

Fonte: Site UFT/ Por Heloisa Cipriano/ Supervisão: Samuel Lima